Está aqui

Refluxo gástrico: como tratar?

Fumar, consumir bebidas alcoólicas, ter mais peso do que o recomendado e usar roupa apertada na zona da barriga são alguns dos fatores de risco para o aparecimento de refluxo gastroesofágico, uma situação que causa grande desconforto e é caracterizada pela subida do conteúdo ácido do estômago para o esófago.

Quando, depois de comermos, sentimos um sabor azedo ou amargo na boca, aliado a uma sensação de indisposição e ardor no estômago – a que normalmente chamamos azia -, estamos provavelmente a ter um episódio de refluxo. Tal acontece quando o ácido do estômago, não totalmente digerido, sobe para o esófago, irritando os tecidos deste órgão e provocando, assim, a sensação de azia.

Se ter refluxo em pequena quantidade e depois das refeições pode ser normal, o mesmo não se pode dizer nos casos em que é muito intenso e/ou frequente ou quando começa a causar sintomas. Nessas situações, estamos perante a Doença de Refluxo Gastroesofágico ou Esofagite de Refluxo, que tem de ser tratada de acordo com o diagnóstico médico.

Tópicos: 
Cuidados